A “cura gay” perdeu de novo

Nos últimos dias apareceu um “””professor””” de nome Claudemiro que também se diz “”pastor”” e “ex-viciado em homossexualismo” (?). Pausa! O termo homossexualismo (com o sufixo -ismo caracterizando, dentre uma das possibilidades, doença) foi retirado da lista dos distúrbios mentais da American Psychology Association em 1973. Ser gay não é doença. A propósito, a Organização Mundial de Saúde retirou a homossexualidade da lista internacional de doenças em 17 de maio de 1990. Ou seja: ser gay não é doença MESMO. Fim. Voltemos!
Esse cara, no perfil pessoal, colocou uma proposta de curso voltada para homossexuais intitulado “Homossexualismo. Prevenção, tratamento e cura”. Piada pronta. E afirmava: “[…] conteúdos chancelados pelos Ministérios Públicos Federal e do Distrito Federal e Territórios”. Não vamos duvidar, né? VAMOS!
Muita gente (14 mil, quando olhei pela última vez), escreveu dizendo, resumidamente, o quão desnecessário fora essa postagem, além, claro, de vários memes. Criatividade latente. Ok! Pensei que daria em nada isso, afinal, as políticas do Facebook são “cegas” para alguns casos e ferrenhas para outros.
Hoje, conversando com um amigo a respeito da postagem que havia sumido, descobri que o MPDFT não chancelou conteúdo algum do “””””professor pastor ex-gay””””””. E mais, em 2009 o Ministério Público Federal arquivou um processo contra este mesmo cara por conta de um livro com conteúdo semelhante.
Resultado: o caso será novamente apurado e as denúncias contra a publicação foram encaminhadas para apuração pelo Grupo a Crimes Cibernéticos do Ministério Púlbico Federal.
Não tem muito mais o que falar, né? O cara fez (uma grande) besteira (e, no caso, iria utilizar a palavra de Deus para disseminar ódio), foi denunciado e agora vai arcar com as consequências de divulgar ideias obsoletas, e nada educacionais, com pretextos baseados em preconceitos e na não aceitação própria.

TURN DOWN FOR WHAT!
Algumas leituras a respeito do caso:
Comunicado do Ministério Público
Curso para “cura gay” gera polêmicas nas redes sociais; MPDFT vai apurar o caso / Jornal de Brasília

MPDFT afirma que não analisou ou chancelou curso para homossexuais / Correio Braziliense

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s